Fotografia de Parto

Um parto em 3 capítulos – A chegada do Lucas

Conheci a Ana pelo facebook e começamos a conversar, papo vai papo vem, marcamos uma reunião pré parto e ela com toda a sua doçura me contou do seu parto roubado, uma cesárea com 33 semanas, muitas dificuldades como já é de se esperar com o primeiro filho muitas decorrentes do nascimento prematuro. A segunda gestação trazia consigo uma leveza e a certeza de receber seu Lucas no seu lar, cercada de pessoas de confiança e de seus amores.
Ana buscou profissionais humanizados em busca de seu sonho um VBAC (Vaginal Birth After Cesarean ou parto vaginal pós cesárea).

Havíamos remarcado as fotos de gestante, mas, as contrações foram apertando um dia antes recebi uma ligação: Bia, acho que a bolsa rompeu!  Fui ainda de madrugada fazer uns clicks, mas, o clima era de introspecção e de se entregar, fui para casa aguardar ritmar.

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de PartoFotografia de Parto

Cancelamos o ensaio, o dia seguiu leve, voltei na segunda passeamos pelo parque tranquilamente, olhares encantados com tudo o que acontecia… acupuntura, descanso, entrega. Voltei para os meus pequenos no anseio de conhecer o pequeno da Ana em breve.


Fotografia de Parto
Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de Parto

Ainda não era hora, era uma alarme falso tudo bem, bolsa íntegra. Os dias se seguiram, sem alardes, esperei…

E como um sonho bom, o dia chegou… Deixo com vocês o relato da Ana.

“Era um sonho, daqueles que vc não sabe como foi parar bem no meio, e lá estava eu, no meio da água quente, vinham ondas, ondas fortes, algumas me arrastavam para o fundo e me deixavam sem fôlego, aquele vai e vem me deixava sonolenta, meus braços pesavam e me vinha a vontade de dormir, e eu cochilava, até vir outra onda.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto

“Lembro de ouvir uma voz dizendo para eu descansar, que eu podia dormir, que ainda não era hora. A hora, estava esperando chegar A hora.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto

“Era maior que eu, a vontade de dormir, até que chegou outra onda, mais forte ainda, mais forte que a vontade de ficar deitada, algo inconsciente mandando fazer força, força, incontrolável, força.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto

“Veio outra voz e falou que estava chegando A hora, eu podia me levantar. Tomei um banho rápido, enquanto o torpor saia da minha mente. Fui me localizando. Vi a sala da minha casa, era minha sala, mas estava diferente, haviam montado um cenário, havia uma banheira no meio, com a água já meio gelada, havia uma banqueta ao lado sofá, que estava coberto com lençóis absorventes.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto

“Entendi que era para sentar na banqueta, mas ficar sentada era desconfortável, então me levantei, vi rostos familiares, vi um em especial, um que me ensinou a dançar, estendi as mãos para ela e dançamos, senti sua mão quente e pequena na minha e começamos a mexer os quadris, vinha a força, eu sentava e obedecia ao meu corpo, fazia força, nesse momento sentia meu marido sólido e forte apoiando minhas costas. Ficamos um tempo ensaiando esses movimentos.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto

“Minha mente ainda vagando. Minhas pernas começaram a doer do esforço. Me deitaram no sofá. Nesse exato momento, olhei para frente e vi meu marido, meio emocionado, meio constrangido, ao meu lado estava uma das mulheres mais fortes que conheci, minha parteira. Havia um espelho, vi os cabelos do meu filho, que estava prestes a vir ao mundo, compreendi que havia chegado A hora.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto

“Senti um frio na barriga, que reconheci como medo. Medo do desconhecido, medo da dor, medo do medo. Olhava no espelho quando veio novamente a vontade de fazer a força. Era meu medo que estava entre eu e meu filho. Me entreguei, fiz a força, como ainda não tinha feito. Senti queimar, mas era tarde demais para voltar atrás, eu não queria voltar atrás. Saiu a cabeça, olhei para meu marido, que estava na minha frente, com os olhos mareados, saiu o ombro, o corpinho escorregando, meu filho sendo amparado pelo pai. O pai chorava. Meu filho veio para meu colo, ainda molhado, um cheirinho especial que nunca esquecerei.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto

“Ficou no meu colo, enquanto foi certificado que estava tudo bem com ele e comigo, pequenino, mas ativo, procurou meu seio, abocanhou sem dificuldades e começou a mamar. E assim ficamos, ainda ligados pelo cordão. A placenta saiu. O pequeno ainda mamando. Duas horas passamos nesse reconhecimento mútuo. Até que chegou a hora de sermos duas pessoas, o próprio pai, munido de bisturi, cortou o cordão. E assim, veio ao mundo o pequeno Lucas, exatamente um mês atrás.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de PartoFotografia de Parto

“Obrigada a toda equipe envolvida.”

Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto Fotografia de Parto

Fotografia de Parto“Foi um parto domiciliar planejado, numa gestação de risco habitual, com um pre-Natal bem manejado, plenamente assistido durante o trabalho de parto por uma equipe maravilhosa e competente, não tenham dúvidas, não corremos riscos desnecessários, todos eles foram pesados, compreendidos e aceitados.”

Fotografia de Parto

Ana Moreira Alves, mãe do Renée e do Lucas, nascido em 23 de maio de 2015.

Ana, eu só tenho agradecer, acompanhar o seu renascimento foi lindo!

E para quem tem medo de VBAC, um beijinho no ombro porque: Yes, YOU can!

Fotografia de Parto